+351 220 120 945

Bem-vindo(a)!

2 Item(ns)

por página

O Sapo Apaixonado

domingo, 20 de Novembro de 2016 18:00:00 Europe/Lisbon

O sapo Apaixonado

 

O Sapo Apaixonado - Histórinhas D' Embalar #40

 

O sapo estava sentado à beira do rio. Sentia-se esquisito. Não sabia se estava contente ou se estava triste.

Toda a semana tinha andado como que a sonhar. Que é que teria?

Então encontrou o Porquinho.

- Olá, Sapo – disse o Porquinho. - Não estás com muito bom ar. Que é que tens?

- Não sei - disse o Sapo. – Tenho vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo. E aqui dentro de mim tenho uma coisa que faz tum-tum.

- Talvez estejas constipado – disse o Porquinho. – É melhor ires para casa.

- O Sapo continuou o seu caminho.

Estava preocupado.

Depois passou por casa da Lebre.

-Lebre – disse ele –, não me sinto bem, umas vezes fico com calor e outras vezes fico com frio. E aqui dentro de mim tenho uma coisa que faz tum-tum.

- Já sei. É o teu coração. O meu também faz tum-tum – disse a Lebre.

- Mas o meu às vezes faz tum-tum mais depressa do que de costume - disse o Sapo. Faz um-dois, um-dois, um-dois.

- Ah! - disse ela. - Ora ouve. Coração a bater acelerado, ataques de calor e de frio…quer dizer que estás apaixonado!

- Apaixonado?! – admirou-se o Sapo. – Será isso o que eu sinto pela Patinha Branca?...

 

Max Veithuijs, O Sapo Apaixonado

 

Etiquetas:

Comentários | Adicionado em Histórinhas d' Embalar por Joana Freitas

A menina e o sapo

domingo, 2 de Outubro de 2016 18:00:00 Europe/Lisbon

A menina e o sapo

 

 

A menina e o Sapo - Histórinhas D' Embalar #33

Nina, menina airosa, formosa como ela só. 
Bonito era ver Nina correr. 
Ora corria rápido, feito tufão, ora devagar, parecendo brisa. 

Nina corria pelo jardim. 
Nina caía no gramado. 
Nina fazia folia. E ria. 

À noite, cansada das travessuras do dia, a menina dormia. 

Certa vez, enquanto passeava pelo jardim, Nina viu um sapo. 
Sapo também viu Nina. 
"Será que, se Nina beijar o sapo, sapo vira príncipe?" 
Nina não sabia, mas ficava imaginando como isso seria. 

Nina beijou o sapo. 
Sapo continuou sapo. 
Não virou príncipe. 
Mas se apaixonou por Nina. 

Agora, onde Nina está, lá se vê o sapo apaixonado suspirando pela menina. 

Na cabeça do sapo, Nina é uma princesa-sapa, transformada em menina por uma terrível feiticeira.



Marcia Paganini Cavéquia

Etiquetas:

Comentários | Adicionado em Histórinhas d' Embalar por Joana Freitas

2 Item(ns)

por página