Durante a gravidez, sendo um estado anabólico, as necessidades nutricionais aumentam para auxiliar o normal crescimento e desenvolvimento do bebé bem como o metabolismo materno. Desta forma, é recomendado a adopção de um estilo de vida saudável, que deve iniciar mesmo antes da gravidez, para otimizar a saúde da mãe e reduzir o risco de complicações durante a gravidez e de determinadas doenças no bebé. O ganho ponderal deve ser acompanhado ao longo da gravidez. Portanto, é necessário uma boa gestão do consumo energético. Assim, torna-se essencial garantir uma ingestão adequada de hidratos de carbono, proteínas e ácidos gordos, tal como também alguns micronutrientes fundamentais, nomeadamente, vitamina A, vitamina D, ácido fólico, ferro, iodo, cálcio, zinco e magnésio.

 

O período de amamentação é exigente do ponto de vista nutricional, particularmente nas situações em que o leite materno é alimento exclusivo do bebé. A composição do leite varia de acordo com alimentação da mãe. Por essa razão, a alimentação da mãe é de extrema importância. Durante este período a mãe tem as suas necessidades energéticas aumentadas, portanto, é necessário fornecer ao organismo da mãe uma quantidade equilibrada de determinados nutrientes, tais como proteínas, ácidos gordos essenciais (ómega 3 e ómega 6), hidratos de carbono, vitamina D, cálcio, zinco e iodo.