+351 220 120 945

Bem-vindo(a)!

O PAU DE FÔSFORO!

segunda-feira, 25 de Setembro de 2017 01:53:26 Europe/Lisbon

História para crianças - O Pau de Fôsforo

 

 

O PAU DE FÔSFORO - Histórinhas D' Embalar #20

 

Era uma vez, um pau de fósforo – vejam bem com tão pouco se começa uma história.

 O pau de fósforo perdera a cabeça num fogaréu- história antiga, dolorosa, que nem convém lembrar - e estava ali, que nem palito servia.

 

- Não presto para nada -  suspirava, muito desconsoladamente, o pau de fósforo.

 

- Quem tal disse? – admirou-se um senhor muito optimista, muito optimista, muito optimista. – Você pode ser aproveitado, como obra de engenharia, para ajudar um carreiro de formigas a vencer um riacho… de formigas, já se vê.

 

- Que disparate! – contrapôs outro senhor, muito pessimista, muito pessimista, muito pessimista. – Uma desgraça!

 

- Ou para servir de pau de bandeira a um soldadinho de brincar – propôs o senhor muito optimista, muito optimista, muito optimista.

 

- Que tolice! - resmungou o senhor muito pessimista, muito pessimista, muito pessimista.

 

- Partia-se logo. As crianças são umas desastradas.

 

- Ou para amparar o rebento de uma plantinha - sugeriu o senhor muito optimista, muito optimista, muito optimista.

 

- Que absurdo! –  soprou, furioso, o senhor muito pessimista, muito pessimista, muito pessimista. – Vinha uma rabanada de vento e voava tudo!

 

 O pau de fósforo, de cabeça perdida, não sabia por qual se guiar. Pelo optimista? Pelo pessimista? Valia a pena oferecer-se à aventura? Ai, quanto custa decidir!

 

Neste entretanto, passou a rasar por ele uma andorinha. Zás. Em voo de reconhecimento…

 

Passou outra vez, em sentido contrário, e levou-o no bico. Estava a construir o ninho num beiral de telhado e aquele pauzinho vinha mesmo a calhar, entrelaçado com outros paus e ramos.

 

Tudo se aproveita, até um pau de fósforo. Que ninguém diga que não serve para nada.

 

FIM!

 

Autor:

António Torrado

  - - 

 

DICAS PARA PAIS

Há várias formas de criar uma sensação de segurança no seu filho:

- Oferecer um boneco mágico, uma lanterna mágica (para quem tem medo do escuro) e até “pós mágicos” para deitar antes de dormir (um saco com purpurinas faz milagres).

- Fazer pequenos teatros durante o dia em que os personagens passem por situações parecidas com as que o seu filho verbaliza e se saiam bem.

- Pedir ajuda ao seu filho para pequenas tarefas e agradecer-lhe, dizendo que é forte e crescido. 

 

 

Adicionado em Histórinhas d' Embalar por

Joana Freitas

Comentários

Você precisa estar logado para postar um comentário

clique aqui para logar

Partilhar