Histórinhas D'Embalar - Cores do Outono

 

Cores do Outono - Histórinhas D' Embalar #41

 

- O Outono – disse a avó – é a mais linda de todas as estações nos países frios, onde cai neve.

- No Brasil e na África, ninguém percebe a diferença entre o Outono, o Verão e o Inverno. Na realidade, só há duas estações – a das chuvas e a da seca. Nos países frios não é assim. As quatro estações são perfeitamente definidas.

- Eu sei! – gritou o Pedrinho. – Há a Primavera, o Verão, o Outono e o Inverno.

- Isso mesmo. Na primavera, a vegetação desperta do sono do Inverno e brota numa grande alegria de verdes esmeraldinos. Sabes o que é o verde esmeraldino?

- É o verde cor de esmeralda.

- Sim, um verde novo, delicado, lindo, o verde da Primavera.

- Nesse caso, “Cor de Verão” deve ser o verde carregado das copas das laranjeiras – ajuntou Narizinho.

- Perfeitamente minha filha. “Cor de Verão” só pode ser o verde carregado. E a “Cor de Outono”... – Dona Berta parou. Parou um bocado e disse: - O Outono é a mais linda, a mais poética estação do ano nos países frios. A vegetação inteirinha muda de cor, o que é verde passa a amarelo ou a vermelho.

- Então fica lindo...

- Sim a Natureza fica como um sonho de beleza. Tudo amarelo e vermelho. No começo, tudo amarelos e vermelhos muito vivos, novinhos ainda. Depois, mais murchos; e por fim, uns amarelos e vermelhos mortos, embaçados, sujos. Estás a entender?

                  

                 

Monteiro Lobato, O sítio do Pica-Pau Amarelo (adaptado