Criar um novo elemento, iniciar uma nova etapa ou capítulo quer na minha vida, quer na minha “carreira” faz-me sempre pensar como tudo começou…..pois essa é a razão porque estou aqui hoje.

 

Tenho mil ideias e posts a ir pairando na minha cabecinha….mas talvez faça mais sentido começar pelas origens….e começar por também tentar conhecer melhor que está do lado de lá deste post…..

 

– alguma vez escreveram algo com o objectivo de mais tarde os vossos filhos lerem?

 

– que tipo de texto?

 

– já estavam grávidas/os?

 

Eu comecei a escrever no dia 26 de Maio de 2005!

 

Que giro, está quase quase a fazer 8 anos desde que escrevi pela primeira vez para um ser que se desenvolvia dentro de mim….vou partilhar convosco o que escrevi, na espectativa de que possam partilhar também comigo as vossas experiências.

 

“Olá bebé: Já devia ter começado a escrever para ti à alguns meses, mas como se costuma dizer: “mais vale tarde do que nunca!” Penso que é importante saberes que a mãe e o pai tem estado a planear a tua chegada de forma bastante detalhada.

 

Em 1º lugar, a mãe e o pai começaram a pensar ter uma bebé por gostarem demais um do outro! Por isso, e por seres tão importante já para nós, começamos por ver se a tua primeira casa estaria preparada para te receber – sim, a barriga da mãe!

 

No dia 14 de Janeiro a mãe deixou de fumar! Foi um passo muito importante, o pai considerava fundamental! A mãe preferia não pensar assim, mas quando fumava também era mais difícil pensar! Julguei que fosse mais difícil, mas a motivação é tão grande – um bebé é aquilo que os pais mais querem! – que não tem custado quase nada.”

 

É giro pois quase sempre que releio coisas que escrevi e que envolvem emoções, a distância dos acontecimentos me dá uma leitura um pouco diferente……deixar de fumar foi importante, mas se escrevesse hoje, não seria isso que destacaria num primeiro texto dedicado à minha filha…bebé na altura (pois ainda desconhecíamos o sexo) .

 

E este blog tem precisamente o objectivo de ser o livro deste meu outro bebé…o D’Barriga! Com todas as emoções nele contidas, para que tantos se possam rever e aqui se sintam com vontade de partilhar.

 

P.S. para quem queira guardar e registar o percurso da gravidez, fica aqui uma sugestão gira: disponível no D’Barriga